HOSPEDAGEM ACONCHEGANTE COM CONFORTO E QUALIDADE


Conheça Piumhi

Visitar Piumhi é ter a certeza de estar diante de um dos cenários mais encantadores do interior mineiro, em contato direto com a região privilegiada pela natureza, com gente simples e hospitaleira. A cidade é plana e a sua topografia proporciona um clima agradável, ameno, terras férteis, água abundante e belíssima vista. É cercada pelas serras de Pimenta, Andaime e Cromo onde há rampas naturais para a prática de paraglider. A origem do nome da cidade foi dado pelos índios que acompanhavam as expedições bandeirantes e batizaram a região de Pium-í, que na língua tupi guarani quer dizer “rios de muito peixe” outros acreditam que o significado seja “água de muita mosca”.

A história da Piumhi inicia-se em 1731 com a descoberta e exploração da região pelo sertanista João Batista Maciel que proveniente de São Paulo, com sua bandeira, vasculhou a região, próximo a nascente do rio São Francisco, a procura de ouro. A cidade nasceu em torno das atividades de garimpagem e mineração, as margens do córrego Cavalo e com o nome de Nossa Senhora do Livramento.

Hoje a cidade está com aproximadamente 30.000 habitantes, tem 100% de abastecimento com água tratada e 98% de redes coletoras de esgoto nas vias públicas. A estação de tratamento de água para abastecimento tem capacidade de tratamento para 150 L/s.

Piumhi é considerada a 39ª cidade em qualidade de vida entre os 853 municípios do estado de Minas Gerais. No campo da saúde o hospital está equipado para pronto atendimento e farmácias com variedades de medicamentos. A economia da cidade gira em torno do café, milho, feijão e leite. A cidade tem estabelecimentos comerciais em todos os setores. Os supermercados têm variedades de mercadorias, inclusive com o saboroso queijo da canastra. O artesanato é variado com produtos e lembranças da região.

Queijo da Canastra

Por gerações e gerações, o que fez a fama da Serra da Canastra foi a produção de um certo tipo de queijo, de sabor marcante e que é, até hoje, copiado por produtores de outras regiões. Mera tática comercial de se apoderar de um titulo “Queijo Canastra”, pois o sabor do queijo produzido originalmente na Serra da Canastra é inigualável. Mas alcançar o sabor e o aroma do verdadeiro Queijo Canastra só é possível com a utilização do leite produzido nessa região, fruto de um gado que se alimenta do capim e das águas que brotam nessa região. Por isso seu sabor é inigualável, e que há tanto tempo marca e valoriza a região da Serra da Canastra.

Em Piumhi é possível comprar o verdadeiro queijo da Canastra. O comércio em geral vai buscar os queijos nas fazendas onde são produzidos.

O Café

Já a muito se plantava café na região de Piumhi. No início o café era plantado em vales e encosta da serra. Hoje é plantado em fazendas no cerrado e baixada.

Com produção inclusive para exportação, o café na região de Piumhi é considerado de excelente qualidade e em nada deixa a desejar para os melhores cafés vendidos no mundo. A região possui um relevo e microclima ideais a produção de cafés especiais.

Serra da Canastra

O Parque Nacional da Serra da Canastra foi criado em 1972 com o objetivo de proteger as nascentes do rio São Francisco e outras nascentes que existem em seu território, a fauna e flora da região, além de preservar sítios históricos e arqueológicos.

Nascente do Rio São Francisco fica num lindo vale a 1300 metros de altitude e a 6 km da portaria 1 pela estrada que atravessa todo o Parque. Uma placa de pedra indica o lugar onde o “velho chico” começa a longa viagem de quase 3000 quilômetros até o litoral do Nordeste. A nascente não está claramente definida, mas é formada por dois pequenos córregos que surgem no meio de um charco. É um lugar singelo, com um pequeno capão de mata, uma ponte de madeira sobre o rio e, além da placa, uma trilha de pedras que leva até o monumento erguido na época da criação do Parque.

Em um cercado de pedras emoldurado está uma estátua de São Francisco de Assis, nos pés da imagem é reproduzida a famosa oração numa placa de granito. Conta uma lenda regional que, nas noites de lua cheia, São Francisco desce da estátua e passeia pela imensidão da serra, reconta os animais, ajunta os que se perderam, cura os que estão feridos e colhe ramos de arnica e carqueja, que são remédios para todos os males. Quando a madrugada é alta e a manhã não tarda, o santo, já cansado, bebe a água da nascente e lava ali seu rosto.

A vegetação do parque é típica do cerrado e neste cenário é possível observar espécies típicas. A fauna é de fácil observação, com sorte, podem ser vistos o pássaro preto, gavião carcará, tamanduá-bandeira, lobo guará e outros animais.

A maior atração da Canastra pode ser vista pelo alto. Após percorrer 14 Km da nascente o rio São Francisco se prepara para descer a cachoeira da Casca D´anta. Com uma incrível seqüência de cachoeiras e piscinas naturais que convidam para um banho. Para ver a cachoeira toda, segue pela portaria 4 do Parque. Lá podemos contemplar os seus 186 metros de queda após seguir uma trilha de 500 metros.

O STALO HOTEL monta receptivos para grupos nos passeios da Serra da Canastra e Lago de Furnas saindo do hotel visitando a Serra da Canastra passando pela nascente do rio São Francisco e passeio de chalana pelo Lago de Furnas, além de outros.

Entre em contato pelo e-mail stalohotel@stalohotel.com.br para maiores informações.


  • Serra da Canastra

  • Serra

  • Serra da Canastra

  • Quilombo

  • Quilombo

  • Quilombo

  • Rasga Canga

  • Rasga Canga

  • Lavra e Lavrinha

  • Lavra e Lavrinha

  • Lavra e Lavrinha

  • Lavra e Lavrinha

  • Lavra e Lavrinha

Lago de Furnas

Águas de Furnas

A Usina Hidrelétrica de Furnas foi a primeira usina construída pela Empresa, da qual herdou o nome, sua construção começou em julho de 1958.

A barragem está localizada no curso do rio Grande, no trecho denominado “Corredeiras das Furnas”, entre os municípios de São José da Barra e São João Batista do Glória em Minas Gerais. A Usina está aberta á visitação de estudantes mediante agendamento.

Passeio de Chalana

Venha fazer um passeio de chalana pelo lago de Furnas. A chalana é embarcação licenciada para esta atividade, com pessoal treinado e equipamento completo (como barco de apoio, coletes salva-vidas). Oferece total segurança aos seus visitantes. Passeio com duração de 03 horas em uma das regiões mais bonitas de Minas Gerais, o lago da Hidrelétrica de Furnas, que combina formação rochosa, montanhosa, nascente de riachos, com canyons e cachoeiras, em locais com acesso somente através de embarcações. Para informação do passeio de chalana entre em contato com STALO HOTEL.

Cachoeiras

  • Paraíso Perdido

  • Paraíso Perdido

  • Paraíso Perdido

  • Paraíso Perdido

  • Paraíso Perdido

  • Diquadinha

  • Diquadinha

  • Diquadinha

  • Fecho da Serra

  • Fecho da Serra

  • Fecho da Serra

  • Trilha do Sol

  • Trilha do Sol

  • Trilha do Sol

  • Trilha do Sol

  • Trilha do Sol

  • Lagoa Azul

  • Lagoa Azul

  • Casca Danta

  • Casca Danta

  • Casca Danta

  • Casca Danta

O STALO HOTEL monta receptivos para grupos nos passeios da Serra da Canastra e Lago de Furnas saindo do hotel e visitando a Serrada Canastra passando pela nascente do rio São Francisco e passeio de chalana pelo Lago de Furnas, além de outros.

Entre em contato pelo e-mail stalohotel@stalohotel.com.br para maiores informações.

Como Chegar

Piumhi é uma cidade localizada na mesorregião oeste do estado de Minas Gerais e fica entre dois importantes rios, o São Francisco e o Rio grande. Nas proximidades localizam-se o Lago de Furnas e a Serra da Canastra, local da nascente do rio São Francisco e da sua primeira queda d’água, a cachoeira da Casca D´anta. A cidade fica a 256 Km da capital do estado Belo Horizonte e a 500 km de São Paulo.